Vídeos

Quatro filmes na Netflix que fazem repensar formatos da educação

Com a febre dos canais fechados, séries e especiais a televisão tem perdido cada vez mais espaço para as novas possibilidades de entretenimento visual. A possibilidade de ter um cinema dentro de casa tem fascinado o público mundial e a empresa Netflix, uma espécie de cardápio de produtos audiovisuais, é um dos principais financiadores dessa nova tendência. Pensando na aplicação dos recursos audiovisuais na sala de aula, e em outros ambientes educativos, o site Carta e Educação reuniu quatro produções cinematográficas que permitem repensar a formação que é dada para crianças e jovens mundo a fora. Confira: A Onda Diante de uma turma desmotivada e a obrigação de ensinar o conceito de autocracia, um professor decide discorrer sobre o assunto por meio de uma experiência prática envolvendo seus alunos. Mas o que era para ser um mero exercício de reflexão ganha força e foge de seu controle. No filme alemão “A Onda”, de 2008, o diretor Dennis Gansel mostra como a sociedade ainda está suscetível a repetir erros históricos como o fascismo e o importante papel que a escola desempenha na formação dos jovens. Tarja Branca “Eu tô pela revolução que falta, que é a revolução da criança”, resume uma das entrevistadas do filme Tarja Branca. O documentário dirigido por Cacau Rhoden elenca depoimentos de educadores, psicólogos, acadêmicos, entre outros para mostrar a importância da brincadeira na sociedade não só durante a infância, mas também na vida adulta. Produção da Maria Farinha Filmes, o filme é um lembrete importante sobre o resgate do lúdico no nosso dia a dia e como uma aprendizagem mais significativa pode nascer dessa interpretação. Girl Rising A luta de nove meninas de diferentes parte do mundo pelo direito de estudar embala esse filme inspirador dirigido por Richard Robbins e lançado em 2013. Com idades entre 7 e 16 anos e vivendo em países como Afeganistão, Etiópia, Haiti e Índia, estas personagens relatam as dificuldades e barreiras para frequentar a escola em suas comunidades e culturas, exemplificando a situação de 66 milhões de meninas mundo afora. O documentário também mostra a relação entre a inclusão feminina na educação e o fim da pobreza. A Educação Está Proibida  O documentário argentino se debruça sobre a necessidade de pensar novos formatos para a educação. Para ... Leia Mais »

Adolescente faz vídeos para contar a história de heróis negros

Pensando em contar mais sobre a história de heróis negros brasileiros, o estudantes Pedro Henrique Côrtes, de 13 anos, criou uma série de vídeos. O projeto “Meus heróis negros brasileiros”  conta com dois vídeos um falando sobre a luta e a importância de Zumbi dos Palmares e outro sobre o escritor Machado de Assis. Em conversa com o portal da RedeTV!, o adolescente conta que pensou no tema após a assisti à peça “O Topo da Montanha”, com Lázaro Ramos e Tais Araújo. “Me inspirei e quis as biografias de Luther King, Mandela e Malcom-X, de presente de Natal. Minha mãe disse que me daria com uma condição: que eu também fosse pesquisar sobre os nossos heróis negros brasileiros. Daí, quando vi a quantidade de heróis, decidi fazer um quadro falando sobre eles, pois, às vezes, damos valor aos líderes negros internacionais e desconhecemos os nossos!”, conta o estudante, que está no 8º ano do Fundamental II. O adolescente, que pretende seguir a carreira de youtuber e ator, afirma que, de início, pretendia falar sobre Francisco José do Nascimento, Cruz e Souza, Besouro de Mangangá e Chico Rei, mas já aumentou a lista. “Como forma de agradecer os 2 mil inscritos, farei o Luiz Gama antes de Francisco José, pois é um herói que está sendo muito solicitado”, explica Pedro Henrique. Ele ainda afirma que pretende dar espaço também para as heroínas negras brasileiras. Sobre o processo de pesquisa, Pedro Henrique diz recebe ajuda da mãe, Egnalda Côrtes. “Ela faz um resumão e eu roteirizo dentro da minha linguagem”, diz ele. Confira os  vídeos do projeto “Meus heróis negros brasileiros” :   Leia Mais »

Estudante produz vídeo em homenagem à Consciência Negra

Por: Thaís Seixas Há cerca de três meses, o estudante baiano Rodrigo Santtos, de 18 anos, estava se sentindo com baixa autoestima por conta de piadas sobre o seu cabelo. A resposta às críticas veio agora, na véspera do Dia Nacional da Consciência Negra – celebrado nesta sexta-feira, 20 – de forma diferente e criativa. O estudante do 3º ano do ensino médio, que possui o canal de vídeos Vlog do Digo, produziu um clipe da música “Olhos Coloridos”, na voz de Sandra de Sá, para “mostrar que negro é cultura, é história e é força, ontem, hoje e sempre”. As imagens mostram várias pessoas, em diferentes locais de Salvador, cantando e dançando ao som da música, além de momentos gravados pelo estudante, como na Marcha do Empoderamento Crespo, que aconteceu no centro da cidade. “Ouvindo essa música, eu me senti muito bem, e achei que as pessoas também deveriam se sentir assim. Daí, busquei pessoas que topassem participar. Fui de perfil em perfil nas redes sociais e abordei pessoas na rua, na cara de pau”, explica ele. Assista: Leia Mais »

Conceituada universidade brasileira oferece videoaulas gratuitas para diversas áreas do conhecimento

Uma das maiores universidades do país, a USP está de portas abertas para os alunos de qualquer canto do país, possam assistir aulas com os professores da instituição. Isso será possível por conta da plataforma  e-Aulas USP, totalmente gratuita e acessível. Para ter acesso a plataforma basta entrar no site e escolher a área do conhecimento e e pronto, assistir as vídeo-aulas da sua casa ou de onde estiver. Você poderá passear por conteúdos de exatas, humanas, e biológicas. Esse tipo de serviço tem como inspiração o que já é praticado em universidades de destaque no mundo, tais como Harvard, Yale, Columbia, MIT e Princeton. Leia Mais »

PROJETO FLEXÍVEL: Como montar uma rádio na escola?

Por Brenda Gomes Um dos meios de comunicação mais antigos tem invadido as escolas já a alguns tempos. E tem a possibilidade de despertar nos alunos o interesse não só pela comunicação mas a também, se utilizado corretamente, nas mais distintas disciplinas. Para o Prof. Dr. Marciel Consani, pesquisador do Núcleo de Comunicação e Educação na Universidade de São Paulo, projeto da rádio escola é um projeto  flexível, tanto quando se fala em recursos financeiros até quando se fala em recursos humanos. Neste vídeo Consani tende a trabalhar de acordo com a realidade da escola pública brasileira, utilizando poucos recursos e softwares livres. Confira: Leia Mais »

“Diversidade étnico-social e Educomunicação”

Neste vídeo, o professor-doutor Ricardo Alexino Ferreira aborda a temática “"Diversidade étnico-social e Educomunicação: na construção da neo-cidadania no campo midiático" durante o 2º Ciclo de debates em Educomunicação.No decorrer da palestra, o professor Ricardo Alexino discute e contesta os discursos referentes a presença da objetividade e imparcialidade nos meios de comunicação Leia Mais »

A qualidade de ensino na Educação a Distância

Formado em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul(UFRGS), além de ser mestre e doutor em Educação pela mesma instituição onde foi secretário de Educação a Distância, Sérgio Roberto Kieling Franco explica, neste vídeo, o conceito de qualidade e como pode mensurar o ensino da educação a distância. Leia Mais »

A educomunicação em projetos de Educação Ambiental

A palestra em questão fala sobre os desafios da educomunicação na construção de projetos ligados à Educação Ambiental. A palestrante é sócia-fundadora do Instituto Gens de Educação e Cultura, Gracia Lopes Lima. Doutora em Educação e mestra em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo, ela é corresponsável pelo Projeto Cala-Boca Já Morreu. Leia Mais »

Os desafios da educomunicação no Brasil

Em entrevista, o educador Ismar Soares fala sobre os desafios da educomunicação no Brasil. Ele explica as diferentes abordagens dadas à temática quando fala de aproximação entre comunicação e educação é de uma área servir a outra ou da educação para comunicação, buscando uma visão mais crítica. Leia Mais »

O aluno em Educação a Distância

Neste vídeo, o educador João Mattar fala sobre o aluno da Educação a Distância, levantando questões referentes aos motivos de se sentir perdido em cursos de graduação a distância. Para a partir disso, o professor promover estratégias e soluções para essa situação. Leia Mais »