ESCOLA VIVA: Pais podem incentivar filhos estudando com eles

Por Itana Silva

650x375_biblioteca-de-feira_1595863

É importante adotar medidas para evitar a recuperação, e a primeira deve ser o acompanhamento da família. As crianças precisam de monitoria para várias atividades do dia a dia, e nos estudos não seria diferente.

Estudar com o pequeno é fundamental para estimulá-lo, além da oferta de apoio para superar os impasses que ele encontrará. É uma boa oportunidade também para aproximar pais e filhos.

Para os adultos que não têm tempo de ensinar às crianças, o reforço escolar é uma boa opção. Entretanto, o suporte dos pais na educação ainda se faz necessário.

A criação de um programa de estudos é indispensável. Alunos que têm rendimento baixo ou dificuldade de concentração precisam de momentos a mais de aprendizagem. É importante não saturar o tempo e deixar momentos livres de descanso.

Tornar o estudo dinâmico também é eficiente. Crianças gostam de brincar e não costumam enxergar o estudo como diversão. É interessante trazer abordagens lúdicas para conteúdos mais complexos.

Outra forma criativa de aprender é por meio do uso da internet para aplicações didáticas. Videoaulas e aplicativos de ensino, como o duolingo (para o aprendizado de idiomas), por exemplo, podem ser bastante produtivos.

Usar a imaginação para criar músicas que ajudem na absorção de conteúdos de história ou fórmulas matemáticas auxilia no entendimento. E a criança ainda vai guardar a lembrança da brincadeira.

Levantamento

Crianças que gostam de ler tendem a ser mais curiosas e, consequentemente, menos acomodadas. Além de aumentar o vocabulário, a leitura contribui também para as percepções ortográficas.

Dados da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA), divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) no ano passado, apontam que a maior parte dos discentes do terceiro ano do ensino fundamental só é capaz de compreender informações expressas em textos pequenos.

O levantamento aponta ainda que a cada cinco crianças, só uma desenvolve a capacidade de ler palavras em particular, representando uma porcentagem de 22,21% dos casos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>