A escrita na educação infantil: sim ou não?

 Buy cheap and genuine Windows 7 product key  |
 Windows 7 Ultimate Key : Activation key, Free download  |
 Windows 7 Product Key : Activation key, Free download  |
 Windows 10 Product key : Activation key, Free download  |
 Windows 8 Product key : Activation key, Free download  |
 Office Professional Plus 2016 key : Activation key, Free download  |
 Windows 7 Ultimate ISO download  |
 Windows 7 Product Key Generator 32 bit and 64 bit Full  |
 Legit Windows 7 Product Key Online Store, PayPal Support  |
 Windows 7 Ultimate with Service Pack 1 Product Key,Windows 7 Key Sale  |
 Windows 10 keys, office 2016 keys, windows 7 keys: Valid Key Shop  |
 Windows 7 Key  |
 Get Free Windows 7 Product Key  |
windows-10-education-key
windows-10-enterprise-key
office-2010-key
windows-7-key-sale
windows-10-home-key
windows-10-activation-key
windows-10-pro-key
office-2016-key
windows-10-key
office-2013-key
windows-10-iso
windows-7-key
windows-10-product-key

Letícia de Azevedo, Consultora Pedagógica do Sistema Poliedro

child-1529218_960_720

Um tema de grande discussão entre os profissionais especialistas em Educação Infantil é o que irei abordar. Trata-se da escrita nesse segmento, que vamos olhar não como uma antecipação da alfabetização e sim como uma rica experiência, na qual a criança tem a oportunidade de grafar, refletir, repensar e colocar em prática tudo o que já sabe sobre a escrita.
Em seu livro Psicogênese da língua escrita, Emilia Ferreiro e Ana Teberosky defendem a importância de: “[…] uma alfabetização contextualizada e significativa através da transposição didática das práticas sociais da leitura e da escrita para a sala de aula e considera a descoberta do princípio alfabético como uma consequência da exposição aos usos da leitura e da escrita que devem ocorrer de uma forma reflexiva a partir da apresentação de situações problemas nas quais os alunos revelem espontaneamente as suas hipóteses e sejam levados a pensar sobre a escrita […]”. Partindo dessa premissa, grande é a importância de a criança estar em contato com o processo de escrita desde a educação infantil. Mesmo não a apresentando de forma convencional, ela vai refletindo sobre os momentos não só de escrita, mas também de linguagem e adquirindo conhecimentos cada vez mais significativos.
A fundamentação teórica da Coleção Gressus, material criado para a Educação Infantil do Sistema de Ensino Poliedro, destaca que: “o (a) professor (a) deve criar instrumentos para avaliar as escritas periodicamente: perceber o que a criança demonstra saber, registrar os conhecimentos estruturados no processo de aquisição da linguagem escrita, organizar um quadro com o nome de todas as crianças, e os pontos avaliados, bem como a hipótese de escrita em que a criança se encontra”. Para o professor, cada produção da criança é uma forma de analisar em que momento da escrita ela está e quais são as intervenções necessárias para que ela avance nesse processo de forma espontânea e significativa, colocando em prática todo o repertório que já possui.
Outro aspecto importantíssimo é garantir que a criança se desenvolva em ambiente letrado. O constante contato com livros, gibis, revistas, cartazes, fichas, alfabeto em exposição, alfabeto móvel, números, jogos e brincadeiras faz com que a reflexão seja frequente e o avanço na escrita e linguagem oral, cada vez mais evidenciado, e realmente internalizado, no que se refere aos aspectos qualitativos e quantitativos.
Embora pequena, a criança precisa ter a oportunidade de acesso a textos de qualidade, suas produções devem ser valorizadas e todo o seu desenvolvimento reconhecido. Ela tem o direito de se desenvolver em um ambiente que ofereça conhecimento, brincadeiras e muita alegria, que serão fundamentais para o seu desenvolvimento futuro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>